quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Forbidden Love - 06 (parte 1)

 
 
Capther Six - Perfect Night


 
SeuNome POV.
 
 
Seu beijo, seu jeito, seu sorriso, seu cheiro, ele , e era uma droga para mim. Todas essas sensações que estou sentindo, são muito novas para mim, não sei como controlara-las , muito menos fazer elas pararem.
Quando estou com ele, meu mundo para, todos os meus problemas em um toque de mágica somem. Só eu e ele , só eu e Harry.
Um erro, era isso que via a situação, não podia estar gostando dele, não podia, é mais forte do que eu. Mesmo tentando eu não consigo.
Decepção , isso que eu sinto de mim. Primeiro : ele descobriu quem eu sou; Segundo : ele fugiu ; Terceiro : ele citou o meu nome ; Quarto : me entreguei a ele.
Zayn, Liam e Louis ficaram. No relógio marcava três e meia da manhã. E lá estava eu, beijando Harry indo em direção ao quarto.
Não paramos o beijo, fomos indo desde o elevador, estava completamente possuída pelo desejo. Esbarramos em móveis, derrubamos vasos...
Harry me beijava cada vez mais, não sabia mais o que estava fazendo, não era eu. Descobri um outro lado meu, um lado mais selvagem?
Arranhava suas costas, enquanto ele gemia baixinho. Ele me tirou da parede e me deitou com todo o cuidado em minha cama, já estava sem camisa, deixando seus músculos e suas tatuagens a amostra. Mordi os lábios vendo total perfeição em pessoa.
Em questões de segundos, estávamos nus, na cama. Beijando. Sugando. Agindo como se o mundo fosse acaba ali.
Foi quando me toquei o que eu estava fazendo. O quanto eu tinha medo daquilo acontecer.
 
- H-Harry - sussurrei.
 
- Hm ? - ele não se cansava, beijava meu pescoço, que tenho certeza que deixaram marcas, minha bochecha , meus seios.
 
- Não sei se estou pronta - ele parou e me olhou confuso.
 
- É sua primeira vez ? - fiquei sem graça com a pergunta.
 
- Não - abaixei a cabeça - é que eu não tive uma boa impressão da minha primeira vez. - Claro que não, fui estuprada pelo cara que dizia ser amigo do meu pai.
 
Ele deu um sorriso bobo, olhou em meus olhos e me beijou mais uma vez. Um beijo calmo, e doce.
 
- Confia em mim ? - sua voz rouca invadiu minha mente, me causando arrepios.
 
O beijo foi a única respostas. Talvez porque eu esteja com medo, e se eu fosse falar , falaria não e me arrependeria depois.
Todo fofo, calmo, nem parecia ser quem era. No começo era insuportável a dor. Me lembrei o tempo todo aquele dia...
 
Tinha onze anos, meu pai chegou bêbedo em casa, o apartamento onde Harry mora...carregado por ele, Sebastian , melhor amigo de meu pai. Melhor amigo , vírgula.
Meu pai apagou em sua cama. Agradeci a Sebastian , pensando que o mesmo iria embora. Não ele não foi.
Começou a dizer coisas para mim, dizia o quanto eu era linda, e que adoraria fuder comigo.
Pobre menina que eu era, já sabia o que ele queria. Disse a ele que não iria acontecer nada, que ele era louco.
Mas era um homem , contra uma criança de onze anos de idade.
Me pegou pelo braço, me arrastando até meu quarto, tirou sua roupa na minha frente, me deitou bruscamente na cama, rasgando minha blusa; meu short, tudo. Eu chorava, como aquilo doia, ele tampava minha boca para não gritar, e se eu gritasse ele me mataria , eu o conhecia sabia que ele faria mesmo isso.
A tortura durou horas, ele me fez sua boneca.
 
...Tão diferente, parecia que Harry conseguia ler meus pensamentos. Ele me completava , não nesse sentindo, em sim em todos.
 
[...]
 
Acordei com o sol na minha cara. Ignorei ele e fexei meus olhos , contando até dez e dizendo a mim mesmo que eu voltaria a dormir.
 
- Bom dia - Sua voz rouca, me causa coisas, ele me abraçou por trás, me trazendo para mais perto dele. Um sorriso tão idiota nasceu em meu rosto.
 
- Bom dia - me virei e comecei a encarar ele. Seu olhos são tão perfeitos, ele estava tão diferente.
- Seu cabelo - Ele passou sua mão no mesmo , putz minha peruca ! - É lindo.
 
- Eu não consigo ver da onde , mais obrigada - fiquei constrangida por Harry ver meu cabelos natural. Diferente da peruca. Era do comprimento do ombro, e preto, muito longe do cabelo falso na cintura e castanho.
 
- Quer levantar ? - ele perguntou sonolento.
 
- Querer eu não quero, mais ainda temos uma missão para cumprir ,consegui uma rotina em uma semana , e matar ele. - rimos. - Vou tomar um banho.
 
A água caía sobre minha pele, seu toque ainda era fresco, agora sim eu tive uma primeira vez, que infantil da minha parte, eu tenho 23 anos e falando isso, mas mesmo assim foi sem duvida a noite perfeita.
Vesti qualquer rouba, um short , uma regata e chinelo, fiquei com preguiça de secar a cabelo então deixei a toalha mesmo.
Fui até a cozinha vê se tinha algo pra comer, mais não, pedi um café especial. Enquanto isso, fui procurar os meninos. Zayn não estava , nem Liam, achei super estranho, mais me lembrei da festa, e meninas e tals ...
 
- Acorda dorminhoco - disse pulando em cima do Harry que ainda dormia- São quase dez horas - ri - pedi nossa café acabou de chegar.
 
- Cinco minutos vai - ele cobriu a cabeça com o edredom.
 
- Não - comecei a rir sem parar - vamos Harry , levanta ! - não adiantou , peguei o primeiro travesseiro que vi e ataquei nele que resmungou - RA-RA !
 
- Aé ?! - Ele sentou e em saí correndo do quarto - você me paga.
Após um pequena maratona pelo quarto, e algumas almofadas na cara, a fome falou mais alto.
- cadê eles ?
 
- Sei lá , devem estar com alguma menina por aí. - Rimos.
Ficamos conversando e depois fomos ver tv. Minha pernas estava entrelaçada nas deles. Uma hora e outra ele roubava um selinho meu e acabava em um mega beijo, que se eu não parasse toda hora, passaria dos limites.
 
- Eu não disse ! - Liam aparece no quarto, com uma roupa diferente, junto com Zayn.
 
- Disse o que ? - perguntei brava.
 
- O Harry sabe - olhei com um ? bem na cara pro Harry que fuzilou Liam com os olhos.
 
- Não é nada disso - ele se levantou - nada , nada - como nada ? - e vocês onde dormiram?
 
- Aqui - Zayn disse - mais a noite foi tão boa que nem viram a gente sair e entrar umas quinze vezes.
 
- Não aconteceu nada - Harry alterou sua voz.
 
- É não mesmo !
Eu já deveria saber. Ele só queria aquilo que o outro queria. Queria uma noite. Enquanto eu aqui. Bancando a boba, se fazendo de trouxa , como fui tão burra ao ponto de me entregar a ele ? Dessa maneira ainda ? Se fosse beijo aí tudo bem, porque pra mim beijo não mata ninguém, mais agora.. eu me deitei com ele. Cade aquele Harry ? O fofo ? O carinhoso ? O brincalhão ?
Quando estou assim só a uma coisa que me acalma, mexer nos meus bebês, foi o que eu fiz. Peguei minha bolsa e comecei a montar meu escudo.
Tinha trazido um microscópio , e teria que montar ele ainda. Iria facilitar muito,  já que o prédio do Resort ficava um de frente com o outro.
Não acredito ainda que Harry fez isso, eu já deveria saber, mais uma decepção. Falhei de novo na missão. Me deixei levar pelo sentimento enquanto ele se deixava levar pelo momento.
Alguns minutos depois estava montando. Senti meu celular vibrar, demorou um pouco para achar, fiz uma pequena bagunça...
 
-  Sentiu saudade ?
 
 
Notas : haha cheguei u.u
comentem <3
 

17 comentários:

  1. Super curiosa! Kkk continua flor :))

    ResponderExcluir
  2. Ola ^^ voce poderia fazer parceria com meu blog? se poder ser adm ^^ estarei grata bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola ^^ claro , me manda um e-mail pra mim , bjbj

      Excluir
  3. ahhh sua fic ta muito divaa , ccontinuee

    ResponderExcluir
  4. Nossa *--* to amando a sua fic continua

    ResponderExcluir
  5. ahhhhhhhhhhhhh já é dia 21 flor quero a imagine pfvr continua eub quero continhação =]

    ResponderExcluir
  6. conyinua pfs !!
    ass: laly p

    ResponderExcluir
  7. Ah mds continua, to morrendo de curiosidade haha Ta muito perfeita

    ResponderExcluir
  8. continuaa ou eu vo ter um treco
    Ass:Alice

    ResponderExcluir

Não esqueça de comentar!!! Pois é seu comentário que nos motiva a continuar e tentar fazer melhor sempre , amamos vocês pelo imenso carinho com a gente mesmo sem conhecer cada uma <3

Sue , Gaby , Helo , Raih e Vivian .