domingo, 6 de julho de 2014

Trafficked- Cap. 13

 Three stages and a rule

·         Já deveriam passar das 22:00 horas, espero alguém entrar, mas ninguém entra, dizem que a curiosidade matou o gato, e talvez isso um dia me mate, mas eu não pude deixar de ir até a mesma, e então vi um cartão escrito "A porta está aberta, vá até a área dos empregados, quarto Nº 6”, porém no cartão não dizia quem era o remetente, achei que fosse apenas uma brincadeira idiota, mas ao girar a maçaneta a porta abriu.
 "Estou livre" pensei com um sorriso enorme no rosto, minha mão soava, e meu coração batia a aproximadamente mil por hora, mas eu preciso me acalmar para não ser pega, não posso agir com impulso e botar tudo a perder. Volto para dentro do quarto e vou ate o armário pegar um casaco e calço meus pés já que estava descalça, abro a porta novamente e saiu do quarto, fechando em seguida. E então eu tenho duas noticias para compartilhar, e como eu odeio começar dando a boa noticia primeiro, para depois dar a mal noticia e acabar com toda a felicidade, então vai a má noticia: 

Bom eu não sei ainda tem alguém acordado, se ha algo empregado ainda dentro de casa, se tem algum segurança dentro de casa, ou pior se Niall está em casa, então os riscos de ser pega de uma escala de 0 a 10 % é mais ou menos 9,99%%, mas a boa noticia é que eu tenho 0,01 % de chances de conseguir fugir e nunca mais ter que ver o Niall, e nunca mais ter que ficar presa nessa casa, de voltar para minha família (jugo minha mãe e o Fabinho), de ter a droga da minha vida normal (e que eu morro de saudades novamente) novamente.

Passei pelo o corredor rápido, mas não tão rápido para que eu não pudesse notar que todas as luzes do primeiro andar estão apagadas, isso é bom, que dizer que Niall possivelmente não está em casa e as minhas chances de escapar agora aumentam para 0,06 %, desço as escadas com cuidado para não cair e fazer barulho, e sigo até a sala, ninguém lá. Vou até a cozinha, eu não sou burra o suficiente para tentar fugir pela a porta principal, que com certeza, sem duvida nenhuma está vigiada. Chegando a cozinha tive certeza que estava sozinha dentro de casa, porem para compensar em media a cada 3 metros tem um segurança, que deve ter o dobro do meu tamanho e triplo da minha força. Não tem como sair pela cozinha, nem pela porta dos fundos. Por um segundo pensei o porquê de tantos seguranças, por meio segundo pensei que poderia ser por minha causa, mas logo depois descartei essa ideia, eu não sou tão importa, bom Niall deve ter inimigos, é obviou que ele queira se proteger e proteger sua "fortaleza".

Subi novamente as escadas, eu não ia desperdiça a primeira chance que eu tenho de fugir, mesmo só tendo 0,06 % de chance. Abri as portas de todos os quartos e banheiros que tinha no primeiro andar procurando uma janela que pudesse pular, mas parece que quando construíram essa casa baniram as janelas da planta. Desci outra vez as escadas, procurando um jeito de sair de lá, voltei para cozinha, os seguranças ainda estavam lá como se fossem soldados reais que nunca podem deixar seus postos, a menos que alguém ataque a rainha. Foi até a dispensa e lá encontrei uma porta que ao abrir descobri que dava passagem ao porão, desci as escadas e acende uma luz que tinha no final da mesma, o local estava completamente empoeirado, como se tivessem esquecido que ele existia há muito tempo, andei até uma mesa velha, que tinha em cima: uma garrafa velha de vinho, um queijo podre, e uma faca, que guardei por prevenção caso alguém me ataque; no fim do porão tinha uma porta, porém estava trancado por uma corrente e um cadeado, imediatamente comecei a procurar pela chave do cadeado o algo que ajudasse a quebrar a corrente, por sorte achei um alicate de jardineiro e consegui quebrar depois de muito esforço a corrente. Soltei o alicate e peguei a faca, ficando com a faca em uma mão e empurrado a pequena porta com a outra. Sorri ao ver, ou melhor, não ver ninguém por perto, eles realmente haviam se esquecido do porão. Pulei para fora do porão e fechei a porta.

Corri o mais rápido que pude, mas infelizmente eu tinha me esquecido de algo, a cerca elétrica que cercava todo o local.

Droga!

 Será que nada da certo? Encostei-me no muro, para pensar e descansar.  "Não você não vai desistir assim tão fácil" falei para mim mesma "Você não chegou até aqui para voltar para dentro daquela casa". Comecei a andar novamente, se toda "fortaleza" tem uma falha, essa também deve ter.

Depois de procurar por quase 30 minutos, eu acho, eu encontro o que parecia ser registro de energia vou até ele, e só então percebo que está fechado, mas por sorte tem uma espécie de janela, que eu posso quebrar com o cabo da faca, e então vou ter acesso ao interruptor de energia, assim eu posso desligar a energia de toda a casa inclusive, a da cerca elétrica.
 - Se eu fosse você não faria isso.

  Me assustei ao ouvir uma voz atrás de mim, e me virei rápido.

- Catlen?! O que você está fazendo aqui?
 - Pensei que tivesse mandado você ir para a ala dos empregados quarto 6 - falou ignorando a minha pergunta 
- Foi você que deixou o cartão e a porta aberta? - era uma pergunta idiota, balancei a cabeça e fiz outra - Por quê? Por que quis me ajudar? 
- Não era para você estar tentando fugir, vamos logo comigo garota - segurou meu braço me puxando, porém eu me soltei e apontei a faca para ela.
- Agh! O que acha que vai fazer com isso? Se você me atacar, naturalmente eu vou gritar e os guardas vão vir atrás de você e lhe tranca de volta naquele quarto. Venha comigo até o meu quarto acredite em mim, eu quero te ajudar, eu não sou a vilã da história.
- Como eu posso acreditar em você? Quem me garante que eu não vou acabar presa lá dentro novamente?
- Se eu quisesse mesmo o seu mal, eu já teria gritado pelos seguranças, ou melhor, eu nem teria deixado a porta aberta.

[...]

- Então... Você ainda não respondeu a minha pergunta por que deixou a porta aberta? - perguntei a Catlen, eu aceitei vir com ela até seu quarto (na verdade eu não tinha escolha se eu não aceitar-sé ela gritaria e os seguranças me achariam).
- Vamos com calma, você quer alguma coisa? Um chá ou algo do tipo?
 - Eu quero apenas que você me responda.
- Você é direta, isso é bom - falou e eu fiz uma cara do tipo "isso não respondeu minha pergunta" - Tudo vejo que eu também vou ter que ser, eu quero a sua ajuda.
 - Como?! - indignei, Catlen era empregada da manhã há muitos anos segundo Niall, e fui por isso mesmo que ele a deixou me supervisando, ela tinha direito de entrar e sair da mansão quando quisesse, se alguém precisa de ajuda aqui não é ela.
 - Vingança - foi a única coisa que ela me respondeu. Eu ainda não entendia nada. - Eu quero me vingar de Niall, mas não posso fazer isso sozinha.
 - O.K. Vou explicar tudo desde começo para você entender, mas eu preciso que você fique calada até eu terminar - falou e eu assenti com a cabeça - Vamos lá, eu tinha 16 anos quando descobri que estava grávida, no começo foi uma gravidez indesejada, mas quando a minha barriga começou a crescer, o meu amor pela criança começou a crescer também, estava tudo perfeito, eu e meu namorado que agora era meu noivo iríamos morar juntos, era uma menina - falou sorrindo enquanto passava a mão pela barriga como se ainda estivesse grávida, continuei ouvindo - Então ela nasceu, era linda, muito linda e saudável, parecia um pouco comigo, mas era a cara do pai, então minha garotinha cresceu e se transformou em uma linda e maravilhosa mulher, tinha cabelos tão longos que chegavam a passar da sua bunda e tão negros quanto a noite, um dia ela chegou em casa com os olhos brilhando, um sorriso que ia de um lado ao outro lado do seu rosto, eu nunca tinha a visto tão feliz, eu cheguei junto a ela e perguntei 
"O que aconteceu de tão bom para estar assim tão feliz?" e ela respondeu 
"O cara que eu gosto finalmente me pediu em namoro mamãe" 
"Aquele que você tinha me falado a algumas semanas?" 
"Sim, o Niall, eu amo ele, ele me faz sentir única, isso me deixa tão feliz!" falou "Se isso lhe deixa feliz, eu também fico feliz" falei sorrindo, eu nunca cheguei a conhecer o Niall enquanto os dois namoravam, Liz, minha filha sempre falava que ele era muito ocupado, as vezes se queixava falando que ele mal tinha tempo para ela, as notas delas na faculdade foram caindo o que a fez perder a bolsa, mas então Niall pagou toda a faculdade para ela, o que só a deixou mas deslumbrada por ele, mas tudo mudou quando ele terminou com ela, eu adorei a notícia finalmente teria minha filha novamente, aquele relacionamento estava acabando com ela, mas Liz não conseguiu superar, ela nunca conseguiu, ela dizia que ele era a vida dela e que sem ele, ela não tinha vida, então ela se matou . Você por acaso sabe o quanto dói ter que enterrar a sua garotinha? É claro que não, mas você também sofre por causa do Horan, ele também arruinou sua vida, você o odeia assim como eu, não é verdade? 
 - Sim.
- Então me ajude, me ajude a mim vingar dele, vamos nós vingar juntas, vamos fazer ele sofrer o mesmo tanto que ele nos fez sofrer.
- Como?
 - Isso é simples, é aí que você entra você tem que fazer o Horan acreditar em tudo que você falar, confiar em você, talvez até se apaixonar por você se necessário.
 - Mas como eu vou fazer isso? 
 - Isso é simples você só tem que seguir três etapas e cumprir uma regra.
 - Quais?
 - Primeira etapa: você deve fazer tudo o que ele quiser isso vai o fazer começar a acreditar em você. Segunda etapa: mostre que você é forte, que pode fazer qualquer coisa. Terceira e última: Faça ele se apaixonar por você.
 - E qual é a regra?
 - Não se apaixone por ele, nem cogite essa ideia, se fazer isso todo o plano terá ido por água abaixo.
- E depois disso? 
 - Você estará livre, quando todas as defesas dele estiverem abaixadas eu entro em ação. Você aceita ou não?


- Aceito.

8 comentários:

  1. Continua amore, leitora nova akê. Hêêê amei sua fic.

    ResponderExcluir
  2. Continua.. *--
    Perfeito *--*
    Ameei Como Sempre *-*

    XxX Isaah XxX

    ResponderExcluir
  3. Adorei continua...

    xxx FLAVINHA xxx

    ResponderExcluir
  4. ho my josh continua logo se não vou ter um ataque do coração ta P-E-R-F-E-C-T *-* *-* *-* *-* *-* *-* *-* *-* *-*

    ResponderExcluir
  5. continua hooooooo q perfeito <3 <3 <3

    ResponderExcluir

Não esqueça de comentar!!! Pois é seu comentário que nos motiva a continuar e tentar fazer melhor sempre , amamos vocês pelo imenso carinho com a gente mesmo sem conhecer cada uma <3

Sue , Gaby , Helo , Raih e Vivian .