segunda-feira, 6 de outubro de 2014

O coração de um Solado - Ten.


ATENÇÃO !
Contem hot. Boa leitura :)





Assim que cheguei em casa, arrumei uma desculpa boba para ficar sozinha e subir até meu quarto. Depois que conheci Patrícia que por sua vez me deixou ainda mais intrigada, não tive dúvidas a não ser tentar pelo menos ler a carta que recebi a algumas semanas atrás.
Subi as escadas pulando dois degraus por vez, sentindo meu coração pular cada vez mais alto. Olhei para trás para ter a certeza que não havia sido seguida. Sei que não estou cometendo nenhum crime, mais sentia que era algo pessoal, não era algo para mim pedir ao Harry ou qualquer outra pessoa. Eu tinha que tentar, tentar ler a carta. A curiosidade aumentava a adrenalina em mim.
Chegando ao quarto não pensei duas vezes antes de ir até a gaveta e retirar o papel que estava do mesmo jeito.
Com as mãos tremulas rasguei a ponta que estava colada, retirando o selo que estava por prender ali.
As letras estavam misturadas umas as outras. Foi quando respirei fundo e coloquei em prática tudo que foi-me ensinado por Harry.
Querida Barbara,
Corta-me meu coração toda vez que olho a lua daqui do campo de batalha. A noite está sombria e terrivelmente assustadora. As poucos nuvens negras cobrem qualquer vestígio de alguma bolha cintilante no céu, acabando com a graça de contar as estrelas. 
É o nosso último dia aqui, logo pela manhã partiremos. Então estive pensando na possibilidade de não voltar por isso te escrevo. Não para despedir-me, pois sei que você sabe e sempre soube que eu sempre irei estar com você. Sentirei-me um verdadeiro covarde se partir com tudo que sei sobre você, e sua família e a minha também.
- Barbara ?
Num ato de desespero, escondi a carta atrás de mim.
- Está tudo bem? - perguntou vindo até a mim.
- Claro - me virei e guardei a carta no mesmo lugar em que achei - É que...você me assustou.
- Desculpe - riu sem jeito - Eu...eu tenho uma coisa para você.
Fechei meus olhos com força controlando minha respiração. Virando-me encontrei os lindos olhos verdes de Harry me encarando com um sorriso nós lábios e uma caixa - um pouco grande - nas mãos.
- O que é isso ? - pergunto como uma criança preste a ganhar um brinquedo.
- Por que não abre para ver ?
Sorri de orelha a orelha. Sentamos na cama e Harry me entregou a caixa. Desfiz o laço vermelho e vasculhei o papel setin que escondia um pano macio. Era um vestido.
Ari minha boca para dizer algo mais estava surpresa demais para dizer qualquer coisa. O vestido era vermelho, longo, de alça fina, com um pequeno decote. Correi me imaginando naquilo. Era lindo de fato, mais nunca me imaginei em um, muito menos para alguém. Passou pela minha cabeça se Harry comprou por alguma ocasião, e se sim porque e para que.
- O que achou ?
- Lindo! - disse animada - É realmente muito lindo Harry, obrigada.
- Que bom que gostou - disse se aproximando de mim - Mandei fazer especialmente para você - sorri - Quero que vista para mim...Quando chegar da Alemanha quero te ver vestida nele - suas mãos faziam um carinho gostoso em minhas bochechas. Não podia deixar meu coração acelerar com seu toque.
- Você vai me deixar ? - perguntei triste - Vai me deixar como Asthon me deixou ?
- Não. Claro que não - falou sorrindo, mostrando suas fileiras brancas e aquela covinha - Eu vou voltar.
Ouvir aquilo me deixou - de alguma forma - confortável, mais por outro lado me sentia vazia por dentro por ficar longe de Harry.
Meu lado cama se mexeu quando Harry acabou com o único espaço que nós separava. Um choque elétrico percorreu meu corpo. Sentir os lábios macios de Harry sobre o meu era sempre uma coisa nova para mim.
Pressionando seu corpo no meio, Harry me deitou na cama tomando cuidado para não soltar seu peso em cima de mim. Milhões de coisas senti, uma sensação nova, como se meu corpo pedisse para aquilo, como se ele estivesse pegando fogo, era isso, uma chama que foi acessa.
- Harry - supliquei.
Suas mãos eram delicadas ao me tocar, de diversas maneiras, de um jeito diferente e único ao mesmo tempo. Não que algum menino já me tocou, até porque nunca estivesse tão próximo de um antes. Não como agora. E falo serio quando digo. Meus pais falavam por mim toda vez que tínhamos uma visita, que íamos em alguma festa. Nem entreveira olhar para algum menino, era falta de respeito e podia ser interpretada de maneira errada.
Embora meu corpo pedisse eu não tinha tanta certeza do que estava fazendo.
- Barbara - disse entre o beijo - Não quero passar dos seus limites.
Achei fofo aquilo. Harry se controlava sempre. Já faz algum tempo que nosso beijo têm se tornado cada vez mais quente. E de todas as vezes ele para, sem ao menos eu dizer algo.
- Não sei se tenho certeza - digo - mas também não sei se quero que pare - as palavras saíam da minha boca sem controle.
- Podemos experimentar algo novo - ele me olha - sem que passemos dos limites.
Não tenho certeza se respondo sim. Mais seu convite me alimenta com uma certa curiosidade. Queria dizer que não, só que minha mente diz sim e sem que eu mesma perceba já concordei do que foi proposto.
- Tudo bem.
Harry senta na cama e pedi para mim deitar de um jeito que eu ficasse confortável. Ele tira seus sapatos e faz a mesma coisa com o meu.
Roubando outro beijo de mim sinto suas mãos percorrem sobre meu corpo. Passando de leve sobre meus seios cobertos pelo vestido. Ele ri vendo o quão sensível eu estava sobre seus toques. Apertando-os cada um deles sinto algo diferente sobre minhas partes íntimas. Distribuindo beijos quentes e molhados sobre a pele de meu pescoço, permito-me soltar uma arfada. Ele senta novamente e toca a parte de baixo do meu vestido, subindo cada vez mais. Minhas bochechas corram de imediato e ele diz que não tinha nada com que eu me vergonhar.
Tentei fazer aquilo mais me sentia expostas demais para ele.
- Isso pode doer um pouco porque você não está acostumada - ele diz me fazendo sentir um pouco de medo - Só relaxa.
Soltei um ok e fechei meus olhos.
Aos abri-los o encontrei brincando com a barra de minha calcinha. Ele inclina um dedo por cima de do pano e eu sinto minha intimidade um tanto molhada. Penso em questionar-lo mais as palavras não sairiam e se eu dissesse algo tenho certeza que pediria para ele parar. Fazendo movimentos circulares Harry afasta um pouco minha calcinha e  me toca.
- Lembre-se : relaxe.
Assenti. Olhando atentamente a mim, sinto seu dedo forçar minha entrada.
Gemi. Agarrei os lençóis e me peguei com a respiração já falha. Demorou alguns segundos antes dele começar a movimentar seus dedos para dentro e para fora.
E outra explosão eu senti dentro de mim. Minha boca estava entre aberta e vire e mexe algum gemido me escapava. Como se não bastasse tal coisa, sua boca veio de encontro a minha intimidade, dando várias pinceladas, me levando a sentir algo que jamais pensei que existisse.
Ambos gemeram. Eu por estar sentindo seus toques e ele por experimentar meu gosto.
- Oh, Harry ...
Seus dedos aumentavam mais e mais. Eu pedia por mais. Cada vez mais e ele me ouvia. Curvava seu dedo dentro de mim atingindo pontos de prazer.
- Isso babe...
Ele gemia. Minhas paredes "engoliam" os dedos de Harry. Minhas pernas ficaram bambas.
- Oh ! Harry eu.. eu
- Eu sei - ele disse aumentando o ritmo.
Não demorou muito para sentir um líquido quente entre minhas pernas. Eu tinha acabado de ter o que minhas poucas amigas me diziam ter com seus namorados - escondidos é claro. Meu primeiro orgasmo.

Notas:  Os capítulos não serão (algumas vezes) longos, pois estou escrevendo no wattpad. Comentem  ♥
Postei hoje porque amanhã não vou poder por causa do vestibular haha
 Critica, ideia, elogio ? 
Aqui

@bordelh0ran

6 comentários:

  1. Continua xoxo Isabel

    ResponderExcluir
  2. Per-fect
    Aguardando o 11, 12, 13, 14.. 1 milhao 520
    Continua ♥

    ResponderExcluir
  3. Continua please!!!!! ♥♥♥♥

    ResponderExcluir
  4. continua pfff pff continua aiii que lindoo to anciosa continua pleasee!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Não esqueça de comentar!!! Pois é seu comentário que nos motiva a continuar e tentar fazer melhor sempre , amamos vocês pelo imenso carinho com a gente mesmo sem conhecer cada uma <3

Sue , Gaby , Helo , Raih e Vivian .