quarta-feira, 10 de setembro de 2014

O coração de um Soldado - Five.


Vocês não tem ideia de como eu fico feliz com cada comentário 
Obrigado 
Respondendo uma pergunta (Monike) : Tenho três fic concluídas no wattpad, são as primeiras então estão bem escrotas, tem outras que estou postando lá, que irei postar aqui também- talvez.
Amanhã tem capitulo mais uma novidade da fic, não percam!
Vamos pra fic ...




Abri e fechei meus olhos varias vezes para acostumar com a luz do sol atravessando a cortina branca do quarto. Notei um cheiro gostoso, leve e doce. Olhei para o lado percebendo e me assustando. Harry estava mais próximo que podia imaginar. Seus braços estavam envolta de minha cintura, sua cabeça estava em meus seios. Corei.
Mexendo-me com cuidado, agradeci mentalmente o sono pesado de Harry.
Retirei com cuidado seu braço de cima de mim e me levantei.
Estremeci quando senti o frio gelado sobre meus pés. Indo até o banheiro me despi e entrei na água quente.
Deixando todos os meus pensamentos irem junto com a água ralo abaixo, me peguei pela primeira vez pensando como seria daqui pra frente. Nunca tinha parado para pensar no amanhã, como vivia com meus pais e eles faziam praticamente tudo por mim, não me preocupava em saber no depois. Tínhamos regras, compromissos, aulas de etiqueta. Éramos uma família perfeita.
Bufei ao lembrar que não tinha pegado uma roupa para vestir. Enrolei-me na toalha branca que tinha ali no banheiro e sai nas pontas dos pés. Entrei no closet e vesti um lingerie simples, um vestido de renda verde que ia um pouco abaixo do joelho, um cardigã branco e minhas sapatilhas. Penteei meus cabelos os deixando secar sozinhos.
Depois de uma briga comigo mesma em esperar ou não Harry acordar, fui derrotada pela fome e pelo cheiro.
- Bom dia Senhorita Styles - diz Peng assim que me viu.
- Bom dia - sorri - Por favor, sem Senhora, me chame de Barbara.
- Sim senh... Barbara - rimos - deve esperar o senhor Styles para servir o café?
- Hm... - penso um pouco sobre o assunto. Comparei meu pai com Harry em busca de alguma resposta. Meu pai sempre esperou todos acordarem para tomarmos café juntos. Pode ser que Harry fique chateado se não esperasse. - Pode servir a mesa, vou espera-lo.
E foi o que fiz. Elza e Peng enfeitaram a mesa de comida. Meu estômago revirava de fome toda vez que elas apareciam com algo. Estava tão incrível e cheirava tão bem.
- Bom dia - me desperto de meus pensamentos vendo a figura de Harry parado na porta da cozinha. Estava vestindo uma calça social preta e uma blusa branca de botões. Seu cabelo estava molhado como o meu. - Já tomou café?
- Bom dia - sorrio - Não eu estava te esperando - digo um pouco baixo.
- Oh, me desculpe pela demora.
Respondi um "tudo bem" e atacamos a comida.
Elza tinha caprichado nas panquecas, por incrível que parece estava do jeitinho do que eu gostava.
Tomei o suco de laranja e comi alguns pães também.
Peng recolhia algumas coisas da mesa. Observava Harry ler o jornal enquanto tomava outra xícara de chá.
- Ah, Harry... - o chamei - É, o que eu devo fazer? - corei com a minha pergunta. Sim, é super  tola. Mas eu realmente não sabia o que fazer.
- Bem, é... O que sua mãe faz normalmente?
- Ah, ela... Costuma costurar depois que meu pai vai trabalhar. Ãnh, e às vezes ela sai faz compras para casa...
- É só fazer o que ela faz então - vi que ele estava se esforçando para me ajudar também - Vou pedir para alguém comprar linhas e agulhas para você.
Assenti ficando em silêncio de novo.
- Preciso ir até ao quartel. Meu tio mandou um recado me pedindo para ir até lá. Se importa se eu ir ?
- Não.
- Não irei demorar. 
Um pouco antes do almoço, Harry voltou. Ele mesmo passou no mercadinho da cidade e comprou agulhas e diversos tipos de linhas, de cores diferentes. Agradeci milhões de vezes por aquilo. Essa minha "vida nova" , "rotina nova" era algo que eu precisava me acostumar. Como minha intenção - e dever de qualquer mulher - é ficar em casa, ter agulha e linha ajudaria o tempo passar.
Estávamos na sala. A lareira foi acesa uma vez que aleguei que estava sentindo um pouco de frio. Sentei em uma poltrona de coro um pouco perto para me aquecer. 
As primeiras fileiras estavam prontas, a linha passava pela agulha e fechava com mais dedos. Indecisa no que iria fazer optei por algo simples, um cachecol azul. Harry estava atrás da mesinha no canto da sala. Com alguns papéis e livros abertos.
- Acho que isso é pra você. - diz ele se levantando e vindo até a mim.
- O que é?

- Uma carta - levantei uma sobrancelha em total confusão - Aqui não diz o remetente. Só está seu nome.

Notas:  Os capítulos não serão (algumas vezes) longos, pois estou escrevendo no wattpad. Comentem  ♥ 
@bordlh0ran

7 comentários:

  1. Perfeito pf continua
    xxx Thauany

    ResponderExcluir
  2. Omg ta muito lindo continua
    >flavinha<

    ResponderExcluir
  3. Continua *-*
    Ameii

    XxX Isaah XxX

    ResponderExcluir
  4. Perfeita continuaaaa
    XXXMonikeX

    ResponderExcluir
  5. Continuua ESSA FIC É PERFEITAA *--*

    ResponderExcluir

Não esqueça de comentar!!! Pois é seu comentário que nos motiva a continuar e tentar fazer melhor sempre , amamos vocês pelo imenso carinho com a gente mesmo sem conhecer cada uma <3

Sue , Gaby , Helo , Raih e Vivian .